Tributo a Mário Soares

O meu contributo na exposição “‘A Cerimónia do Adeus - O Funeral de Estado de Mário Soares visto pelos fotógrafos’, que ficará patente ao público na galeria de exposições temporárias do Cemitério dos Prazeres.

Outras informações relevantes:
A exposição terá início no dia 7 de janeiro de 2018 e o seu último dia será o dia 10 de junho do mesmo ano.

Quanto ao horário de funcionamento da exposição, ele coincide com o horário de abertura ao público do Cemitério dos Prazeres, a saber:
(de 7 de janeiro a 30 de abril)
Abertura ao público: 09h00 - 17h00
(De 1 de maio a 10 de junho)
Abertura ao público: 09h00 - 18h00”

in página do evento no Facebook.


A exposição conta com 49 fotografias, de 49 dos fotógrafos que acompanharam as cerimónias fúnebres de há um ano atrás.



Bonecos de Estremoz

Atelier das irmãs Flores, Maria Inácia e Perpétua Fonseca

Atelier das irmãs Flores, Maria Inácia e Perpétua Fonseca

Atelier das irmãs Flores, Maria Inácia e Perpétua Fonseca

Atelier das irmãs Flores, Maria Inácia e Perpétua Fonseca

Atelier das irmãs Flores, Maria Inácia e Perpétua Fonseca

Atelier de Afonso Ginja

Atelier de Afonso Ginja

Atelier de Afonso Ginja

Atelier de Afonso Ginja

Atelier de Afonso Ginja

A UNESCO classificou como Património Cultural Imaterial da Humanidade a produção dos “Bonecos de Estremoz”, em barro, uma arte popular com mais de três séculos.


Banho Santo


Todos os anos a 24 de agosto, milhares de pessoas rumam a São Bartolomeu do Mar, Esposende, para participarem num tradição que remonta ao séc. XVI. Segundo a superstição, as crianças são mergulhadas nas águas frias do mar três vezes (ou mais, desde que seja em número ímpar) para que fiquem livres de males como o medo, gaguez ou epilepsia. Para completar o ritual, dão a volta à igreja local três vezes com uma galinha preta ao colo.


São Bartolomeu do Mar, 24 de agosto de 2016.


instagram

a partir de ontem além do site, blog e facebook, tenho também uma conta no instagram para divulgar o meu trabalho: 

https://www.instagram.com/sara_matos_photo/

a ideia é serem meios complementares, pode haver repetições mas também será normal que as fotos, sendo do mesmo assunto, sejam diferentes em cada uma das plataformas. 

sigam-me.






© Sara Matos
Using Format